Após vazamento de gás, pronto-socorro é esvaziado em Osasco

Segundo os Bombeiros, dez viaturas da corporação e equipes do Samu de Osasco e Itapevi foram ao local para auxiliar vítimas

Pacientes internados no pronto-socorro Jardim D’Abril, em Osasco, na Grande São Paulo, foram transferidos para outras unidades hospitalares após um vazamento de gás oxigênio que teve início às 09h20 desta terça-feira (2). O Corpo de Bombeiros finalizou a ocorrência e deixou o local às 14h30.

Segundo o Corpo de Bombeiros, houve um vazamento do gás em uma das salas de medicamento que causou um curto-circuito e um princípio de incêndio. Ainda de acordo com a corporação, o fogo foi controlado pelos próprios funcionários da unidade com extintores. No entanto, há 14 pessoas internadas vítimas de covid-19 que precisaram ser transferidas.

Por meio de nota, a Prefeitura de Osasco disse que o curto-circuito danificou parcialmente a rede de oxigênio, e afirma que “rapidamente montou um Gabinete de Crise e decidiu pela remoção dos pacientes, por meio da regulação de vagas do próprio município”.

Ainda na nota, a prefeitura informou que “a transferência é necessária para que a rede de oxigênio seja restaurada, o que deve ocorrer nas próximas horas. A unidade voltará a funcionar ainda hoje”.

Dez viaturas dos bombeiros, além de equipes do Samu de Osasco e de Itapevi foram ao local para fazer a retirada dos pacientes.

Leia na íntegra da nota da prefeitura:

Um curto circuito na Sala de Medicação do Pronto-Socorro Jardim D’Abril, que funciona como Hospital de Retaguarda da Covid-19, levou a Prefeitura a remover os pacientes da unidade de saúde. O fato ocorreu na manhã desta terça-feira, e os funcionários da unidade fizeram a contenção do fogo utilizando extintores.

O curto circuito danificou parcialmente a rede de oxigênio. A Prefeitura de Osasco rapidamente montou um Gabinete de Crise e decidiu pela remoção dos pacientes, por meio da regulação de vagas do próprio município. A transferência é necessária para que a rede de oxigênio seja restaurada, o que deve ocorrer nas próximas horas. A unidade voltará a funcionar ainda hoje.

Para a remoção dos pacientes, foram mobilizadas equipes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Guarda Municipal, Polícia Militar e ambulâncias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *