Avó é detida com netos passando fome no Centro de Jundiaí

Guardas municipais do Centro Seguro detiveram uma mulher de 46 anos, bastante alcoolizada, suspeita de maus-tratos contra os netos, uma menina da 7 anos e um menino de 10, no Centro de Jundiaí, na tarde desta quinta-feira (10). As crianças estavam com fome, sendo que a menina desmaiou e precisou ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Hospital Universitário (HU). Eles são de Itapevi, em São Paulo, e estavam em Jundiaí em ‘fuga’.

Por estar alcoolizada e mal conseguir se sustentar em pé, a avó, que caminhava com as crianças pela região central, chamou a atenção de populares. A GM foi acionada e os guardas Vila Nova e Henrique foram até eles, que estavam no calçadão São José, cruzamento com a rua Vigário JJ Rodrigues.

A avó tinha dificuldade inclusive para falar e explicar a situação. As crianças contaram que chegaram na cidade de trem, pela manhã e contaram que estava há várias horas sem comer. Populares sensibilizados compraram água e comida para ambos. A menina, porém, desmaiou de fome e o SAMU foi acionado pelos GMs, levando ela para o HU.

Em contato com o Plantão Policial, segundo os guardas, eles foram informados que não haveria necessidade de registro de Boletim de Ocorrência de maus-tratos, por conta do estado de embriaguez da avó. Sendo assim ela foi encaminhada ao PA Central. Já as crianças foram entregues ao Conselho Tutelar, passando a noite sob os cuidados da Casa Transitória. Hoje elas serão entregues para a mãe, localizada pela equipe de assistência social do Hospital Universitário.

Fuga
Segundo a avó, sua filha dela, mãe das crianças, estava sendo agredida pelo marido na casa da família, em Itapevi. Com medo pelas crianças, ela as pegou e tomou o trem com rumo ignorado, vindo parar em Jundiaí. A intenção era impedir que as crianças ficassem no meio da confusão entre os pais.

Então passaram a caminhar pelo Centro e a avó não tinha pretensões de retornar a Itapevi ainda ontem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *