Corpo de homem é encontrado um mês após sumiço em Itapevi

Polícia investiga se Francisco Barbosa Leite, de 36 anos, foi espancado após ter supostamente abusado sexualmente de uma garota de 13 anos

O corpo de um homem de 36 anos, que estava desaparecido há cerca de um mês depois de uma briga em um bar na Rodovia Renê Benedito Silva, em Itapevi, foi encontrado. A polícia investiga se o pedreiro Francisco Barbosa Leite foi espancado por seis homens, após supostamente ter abusado sexualmente uma garota de 13 anos.

O corpo da vítima foi localizado a cerca de 2 km do local da agressão por um morador da zona rural de Itapevi, em estado avançado de decomposição. A testemunha encontrou o corpo quando ia procurar lenha para abastecer o fogão.

Vi meu irmão de bruços com sinal de tortura, por um crime que não cometeu, disse , ao programa Cidade Alerta, da Record TV, a irmã de Francisco, Juliana Barbosa, que reconheceu o corpo. A família acredita que o padrasto da garota teria ordenado o espancamento da vítima. Ouvido pela polícia, o suspeito nega a história.

Dois suspeitos de agredir o pedreiro foram identificados e chegaram a ajudar a polícia nas investigações. Foram liberados por falta de flagrante. Esses dois suspeitos, segundo a polícia, confessaram que participaram das agressões, mas dizem que abandonaram a vítima ainda com vida em uma área de mata.

A polícia aguarda o resultado do exame que vai apontar a causa da morte. “Mataram um pai de família injustamente por um crime que ele não cometeu”, lamenta a irmã da vítima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *