Padrasto é acusado de abusar das enteadas em Carapicuíba

Três irmãs, de 7, 9 e 11 anos acusam o padrasto, de 52 anos, de abusar delas durante três anos, em Carapicuíba. As garotas pediram ajuda à avó paterna para denunciar o caso na delegacia e a mãe delas é suspeita de ser conivente com o crime.

A irmã mais velha, de 11 anos, relatou sobre os abusos sofridos em entrevista ao “Cidade Alerta”, da Record TV, exibida nesta sexta-feira (26). “Eu não conseguia ter reação, porque eu achava que, se reagisse, ele iria me enforcar”. Ela afirma ainda que o padrasto dava um suco que a deixava dopada antes dos abusos.

A menina também contou sobre a suposta negligência da mãe. “Eu falei: ‘mãe, ele está mexendo em mim’. Ela falou: ‘eu vou conversar com ele’. Aí, depois de uma semana, a mesma coisa aconteceu”.

De acordo com a menina, após ter relatado os abusos à mãe, o padrasto diminui a frequência, mas continuou a cometer os crimes. “Para mim, eles não existem mais”, desabafou.

O caso é investigado pela Delegacia da Mulher de Barueri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *