Saiba quem são os candidatos ao Governo e ao Senado do Estado de São Paulo

Saiba quem são os candidatos ao Governo e ao Senado do Estado de São Paulo

Maior colégio eleitoral do país, o estado de São Paulo tem oito nomes que vão disputar o cargo de ocupante do Palácio dos Bandeirantes nas eleições de 2022, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Veja a lista completa de candidatos a governador de São Paulo, formatada por ordem alfabética.

Altino Júnior (PSTU)
Altino Júnior tem 37 anos, foi operário químico e presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Indústrias Químicas de Pernambuco. É formado em Matemática pela Universidade de São Paulo (USP). Mudou-se para São Paulo em 1995, e trabalha no metrô há 25 anos, onde foi presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo nas gestões de 2010 a 2013, e 2013 a 2016. Sua candidata a vice é a Professora Flávia, também do PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado).

A candidata a vice-governadora é a Professora Flávia, 37, do mesmo partido. Ela é educadora da rede pública estadual e ativista da região da Brasilândia, na zona norte da capital.

Antônio Jorge (DC)
Antonio Jorge Filho é candidato a Governador de São Paulo nas Eleições 2022 pelo DC (Democracia Cristã). Ele é advogado, natural de São Paulo – SP, e tem 69 anos.

Carol Vigliar (UP)
Carol Vigliar de 40 anos é economista e natural de São Paulo. Atualmente mora em Diadema, na Grande São Paulo. É fundadora e uma das coordenadoras nacionais do Movimento de Mulheres Olga Benário. Atuou também no Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB). Sua candidata a vice é Rafaela Carvalho, também da UP (Unidade Popular pelo Socialismo), que é economista, mestre em História Econômica pela USP, ela também compõe a Coordenação Nacional do Movimento de Mulheres Olga Benário, além de ser Coordenadora Geral da Escola Tamuya de Formação Popular.

Edson Dorta (PCO)
O PCO (Partido da Causa Operária) confirmou Edson Dorta como candidato ao cargo de governador de São Paulo nas eleições de outubro. Ele já foi candidato a deputado federal, a prefeito de Campinas e a vice-presidente.

Dorta também foi diretor do Sindicato dos Correios da cidade de Campinas e região e diretor da Fentect, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares de 2012 até 2015.

Elvis Cezar (PDT)
Ex-prefeito por dois mandatos de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, Cezar tem 46 anos e nasceu em Carapicuíba, também na região da capital paulista. Ele é advogado e foi filiado ao PSDB por 19 anos. Deixou o partido para concorrer ao governo pelo PDT. Sua candidata a vice é Gleides Sodré, do mesmo partido.

Ele foi vice-presidente do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo, que reúne as cidades de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba.

Fernando Haddad (PT)
Fernando Haddad, de 59 anos, é professor e advogado. Foi ministro da Educação de 2005 a 2012, nos governos Lula e Dilma Rousseff. Foi prefeito da cidade de São Paulo de 2013 a 2016. Disputou a Presidência da República, em 2018, no lugar do ex-presidente Lula, e perdeu no segundo turno para o presidente Jair Bolsonaro (PL). Sua vice na chapa é Lucia França, do PSB.

Também pela USP, tornou-se mestre em Economia, com especialização em economia política, em 1990, e doutor em Filosofia em 1996. Em 2018, foi o candidato do PT à Presidência —teve 44,87% dos votos no segundo turno e perdeu para Bolsonaro (então no PSL).

Gabriel Colombo (PCB)
Gabriel Colombo tem 32 anos, é agrônomo, e mestre em Ecologia pela Universidade de São Paulo (USP). Nascido no Rio de Janeiro, passou a infância em Minas Gerais, e a adolescência em São Paulo. Atualmente mora em Piracicaba, no interior paulista. Seu vice é Manoel Messias, também do PCB.

O candidato mora em Piracicaba, interior de São Paulo, e é a primeira vez que concorre a um cargo público. Ele participou da Fundação do PCB na cidade em 2015.

Rodrigo Garcia (PSDB)
Rodrigo Garcia tem 48 anos e busca a reeleição como governador de São Paulo. Foi vice-governador de João Doria até assumir o cargo de chefe do Executivo estadual no início deste ano. Foi secretário de Governo e era chamado como o “CEO” da gestão de Doria. Está na gestão pública há 25 anos, tendo sido sub-secretário de Agricultura aos 21 anos, na gestão de Mário Covas. O candidato a vice na sua chapa é Geninho Zuliani, do União Brasil.

Em maio do ano passado, Garcia deixou o DEM —que se uniu ao PSL para a criação do União Brasil— depois de 27 anos e se filiou ao PSDB. A mudança foi o primeiro passo para que ele disputasse a cabeça de chapa na eleição para o governo de São Paulo neste ano.

Tarcísio de Freitas (Republicanos)
Tarcísio Gomes de Freitas tem 47 anos e é engenheiro e militar da reserva. Foi ministro da Infraestrutura no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) e diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes durante no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). O candidato a vice é o ex-prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth, do PSD.

Tarcísio nasceu no Rio de Janeiro. Em 1996, se formou em ciências militares pela Academia Militar de Agulhas Negras (Aman) e passou a atuar como oficial do Exército. Deixou a carreira militar em 2008, com a patente de capitão, e entrou para o funcionalismo público federal. Em dezembro de 2018, foi nomeado ministro da Infraestrutura pelo presidente Bolsonaro onde ficou até este ano.

Vinicius Poit (Novo)
Vinicius Poit de 36 anos é empresário, formado em Administração de Empresas e foi deputado federal por São Paulo, sendo eleito em 2018. Foi relator do Marco Legal das Startups na Câmara e vice-líder da Bancada do Novo em 2020. É cofundador do RecrutaSimples, plataforma de recrutamento online. Sua vice na chapa é Doria Alves, guarda municipal, do Novo.

Poit nasceu em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e está no primeiro mandato como deputado federal. Foi eleito em 2018 com 207.118 votos. Ele é empreendedor e foi escolhido candidato depois de passar por um processo seletivo do partido.

Candidatos ao Senado pelo estado de São Paulo:

Aldo Rebelo (PDT)
Marcos Pontes (PL)
Edson Aparecido (MDB)
Janaína Paschoal (PRTB)
Mancha Coletivo Socialista (PSTU)
Márcio França (PSB)
Ricardo Mellão (Novo)
Vivian Mendes (UP)

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *