Vacina Covid: Barueri abre agendamento para idosos de 85 a 89 anos

Após adiantar a vacinação de idosos com mais de 90 anos contra a Covid-19, iniciando na quinta-feira (dia 4), a Prefeitura de Barueri, por meio da Secretaria de Saúde, começou nesta segunda-feira (dia 8) o agendamento da imunização para pessoas de 85 a 89 anos.

Pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), esta segunda-feira foi o primeiro dia da campanha voltada aos idosos com 90 anos ou mais. O polo de Barueri realizou imunizações durante todo o final de semana.

Evaristo Felix, de 87 anos, foi um dos imunizados do dia e não conseguiu esconder a satisfação. “Hoje é um dia que estou sentindo uma grande felicidade. Estamos vencendo este período difícil. Tenho certeza que esta vacina chegou para renovarmos a esperança e darmos ainda mais valor às pequenas coisas da vida, como o abraço e o convívio com a família”, disse.

Para agendar
Os canais de agendamento são o APP Saúde Barueri, disponível para download gratuito nas principais lojas de aplicativos, o call center, por meio do número (11) 4349-0600, ou pessoalmente na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da residência. Não serão vacinadas pessoas sem agendamento prévio e os canais permitirão acesso apenas à faixa etária preconizada no momento.

Idosos acamados podem solicitar vacinação em domicílio por meio do e-mail agendavacinacovid@barueri.sp.gov.br.

O agendamento permanecerá aberto até que haja vacinas disponíveis. A reposição de doses depende do Ministério da Saúde e tem ocorrido semanalmente. A Prefeitura espera que o quantitativo de doses enviadas aumente com o início da produção no Brasil.

Por enquanto, as doses estão sendo aplicadas no polo montado no Centro de Eventos. O local dispõe também da opção de Drive-Thru para atender pessoas com problemas de locomoção. No momento do agendamento é informado o polo e o horário de imunização da pessoa.

Desde que o município recebeu o primeiro lote do imunizante, no dia 19 de janeiro, o Vacinômetro aponta 7.316 pessoas imunizadas. Até agora já vieram três carregamentos de vacinas: duas da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e uma da britânica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *